quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Serviços à comunidade e reabilitação

Os resultados obtidos até o momento indicam que é possível identificar um grupo de crianças e adolescentes com dificuldades de aprendizagem da aritmética cujas dificuldades não podem ser atribuídas a fatores extrínsecos tais como déficits intelectuais, neuromotores ou neurossensoriais, dificuldades emocionais, falta de estimulação ou inadequação pedagógica. As crianças com estas características correspondem à categoria diagnósica Trantorno Específico de Aprendizagem da Matemática (CID-10 F81.2) ou discalculia do desenvolvimento.
Mas de que adianta identificar crianças portadoras de um transtorno de aprendizagem sem lhes oferecer alguma espécie de tratamento.
A equipe do Laboratório de Neuropsicologia de Desenvolvimento (LND-UFMG) responsável pelo projeto está preocupada em oferecer serviços à comunidade, principalmente à comunidade carente. Através do Estágio Supervisionado II em Neuropsicologia desenvolvido no Serviço de Psicologia Aplicada (SPA) a equipe do LND oferece serviços de diagnóstico neuropsicológico à comunidade. São atendidos cerca de 40 pacientes por semestre.
Mas a nossa preocupação está se voltando também para a reabilitação. A partir do trabalho de captação epidemiológica realizado no recrutamento dos participantes surgiu na comunidade uma demanda por serviços de reabilitação neuropsicológica às crianças e adolescentes atendidos e suas famílias. Os estudos elaborados pela equipe permitiram a formulação de dois programas de intervenção, um cognitivo, para as crianças, e outro comportamental, com as famílias. Foi então elaborado o projeto de pesquisa “Intervenção neuropsicológica e treinamento de pais em crianças com dificuldades de aprendizagem da matemática”, o qual foi aprovado pelo COEP UFMG (ETIC No. 184/2010). A implementação do projeto de intervenção iniciou-se no segundo semestre de 2010. Os materiais de interveção já foram confeccionadas, a equipe está sendo treinada, sendo também realizado o recrutamento dos particpantes para iniciar os atendimetnos a partir do 1º. Semestre de 2011. Os atendimentos serão realizados tanto nas escolas participantes quanto no Serviço de Psicologia Aplicada (SPA-UFMG). Participarão do projeto de reabilitação uma aluna de doutorado, uma mestranda e quatro alunas de iniciação científica.
Para maiores informações, entre em contato no telefone 31/34096295.